ShakeUp Power 100

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Índice de Desenvolvimento Humano do Brasil. Uma Vergonha.

Engraçado que se você entrar na página oficial do governo do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento não aparecem as informações da ONU relativas às tabelas de IDH, mas tão somente as mesmas mentiras cretinas como Brasil sem Miséria e etc, e alguns links para downloads se você procurar muito. Então eu incluí um link para a página da Wikipédia onde está a confirmação do nosso maravilhoso 73º lugar (diz-se 'septuagésimo terceiro), confirmando que "nuncaantesnahistóriadessepaís" o Brasil caiu tanto, da posição 63 em 2003 (início do governo Lula) para a atual posição 73.
Isso confirma também a imensa mentira que é o governo desses comunistas e terroristas canalhas. 
GermanoCWB.




NO IDH O BRASIL PATINA ENTRE OS PIORES PAÍSES DO MUNDO. UMA VERGONHA!
POSTADO POR LÚCIO NETO

Brunei, Barbados, Malta, Bahrein, Seychelles, São Cristóvão e Névis, Tonga, Antígua e Barbuda, Omã, Bielorrússia, Maurícia, Bósnia e Herzegovina, esses países que provavelmente você nunca ouviu falar e mais Chile, Argentina, Peru e Uruguai, estão à frente do Brasil que ocupa uma modesta 73ª posição no ranking mundial do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é uma medida comparativa de riqueza, alfabetização, educação, esperança de vida, natalidade e outros fatores para os diversos países do mundo. É uma maneira padronizada de avaliação e medida do bem-estar de uma população, especialmente bem-estar infantil. O índice foi desenvolvido em 1990 pelo economista paquistanês Mahbub ul Haq, e vem sendo usado desde 1993 pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento em seu relatório anual.

Toda essa encenação publicitária da máquina do Ministério da Propaganda do governo petista, tanto do Apedeuta como da madame Rousseff, não passa de pura mentira. Trata-se apenas de historinha de contar carneirinho para fazer você dormir e não sentir o assalto ao seu bolso com os alarmantes casos de corrupção que assolam este país.

Dizer que tirou 30 milhões da miséria e que existe uma nova classe C no país é o mesmo que dizer que seu computador foi infectado pelo mosquito da dengue.

Em oito anos e sete meses o governo petista Apedeuta/Dilma patinou na 70ª posição na classificação mundial. Se verdade fosse o Brasil teria empreendido uma verdadeira revolução e conquistado posições que o colocariam, no mínimo, entre os 20 primeiros países.

E isto não ocorreu. Nos últimos anos, esteve na 70ª, depois caiu para a 75ª e em 2010 ficou na 73ª posição. Então, caro cidadão, é mais uma balela da máquina de contar mentiras desse governo.

O que, na verdade, é lamentável quando se sabe que nenhum outro país do mundo tem a condição de oferecer uma qualidade de vida superior como o nosso país. Temos de tudo. Só nos faltam políticos honestos e íntegros para comandar essa revolução.

O brasileiro vive num mundo de ilusão pelas facilidades de crédito que foram colocadas à sua disposição. Estão se endividando e quando acordarem irão encarar uma realidade que a febre de consumo não deixa ver.

Um dos componentes de forte peso no cálculo do IDH é o da educação, alfabetização. Nesse quesito, o Brasil patina por irresponsabilidade e incompetência do Ministério da Educação. O ministro Haddad emperra resoluções do Conselho Nacional de Educação que impedem o pleno desenvolvimento do setor.

Em 2010, foram 17 pareceres, seis estão pendentes. Há ainda dois que aguardam apreciação desde 2009, três desde 2008 – incluindo o da música – e três desde 2007. A demora preocupa os conselheiros, que têm debatido uma forma de prevenir o atraso.
O presidente da Câmara de Educação Básica, Francisco Aparecido Cordão, defende que haja um prazo.
- Atualmente, esses documentos não prescrevem oficialmente, mas claro que depois de um certo tempo a situação já mudou e o debate se perdeu, por isso estamos debatendo nas reuniões uma forma de acelerar o processo, diz.
Ele reivindica que, em vez de protelar, o ministro devolva os pareceres com os quais não concorda para que o grupo volte a debatê-lo. Um exemplo é o projeto que estabelece o Custo Aluno Qualidade, um valor mínimo por estudante a ser aplicado pelo governo que leva em conta todo o necessário para uma formação adequada.


Em 2003 o Brasil ocupava a 63ª posição.
Em 2004 o Brasil ocupava a 63ª posição.
Em 2005 o Brasil ocupava a 63ª posição.
Em 2006 o Brasil ocupava a 69ª posição.
Em 2007 o Brasil ocupava a 70ª posição.
Em 2008 o Brasil ocupava a 70ª posição.
Em 2009 o Brasil ocupava a 75ª posição.
Em 2010 o Brasil ocupou   a 73ª posição.


A tabela foi extraída do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.

0 comentários:

Postar um comentário

Agradeço muito seu comentário, porém comentários ofensivos, ou em CAIXA ALTA, ou escritos em miguxês, ou ainda em internetês serão deletados.

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons