ShakeUp Power 100

domingo, 22 de abril de 2007

A saúde da garganta

Especialistas alertam para os vilões da voz

Redação O Estado do Paraná [22/04/2007]

Sintomas como rouquidão, pigarro e dor ao engolir devem ser dignos de mais atenção por parte dos brasileiros. O motivo é que, segundo os médicos, pouca gente dá importância a esses problemas de voz - geralmente associados a nódulos nas pregas vocais, inflamações ou até um câncer na laringe. Por isso, como parte das programações da Semana Nacional da Voz, médicos e fonoaudiólogos da Santa Casa de Curitiba e da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) reuniram-se ontem, no Sesc Boqueirão, para prestar atendimento gratuito à população na detecção dessas possíveis doenças.


Os vilões da voz são quase sempre o uso excessivo e de forma inadequada, aliado ao consumo de substâncias como álcool e cigarro. “Setenta por cento das pessoas que trabalham no Brasil têm a voz como instrumento. Desses, 20% o fazem de forma intensa. Esse público deve ser alvo de preocupação constante com a saúde vocal”, alerta o otorrinolaringologista Fabiano Gavazzoni.


Mas os dados mostram que a precaução não tem sido prioridade, o que posiciona o País como segundo do mundo em casos de câncer de laringe. “A cada ano, 15 mil novos casos são registrados; mas, enquanto em países desenvolvidos a taxa de cura é de 95%, no Brasil cerca de oito mil pessoas morrem com a doença todos os anos, mais de 50% dos casos detectados”, cita o médico.


Se pego em fase pré-maligna, o câncer tem 100% de chances de cura; se em fase inicial, mais de 90%. “Mas, a partir daí, as chances vão ficando cada vez menores”, enfatiza.


Lentidão


Outro empecilho para a cura do câncer de laringe é a demora na obtenção do exame pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O eletricista Clóvis Lima, que ontem submeteu-se a videolaringoscopia no Sesc, conta que há mais de três anos tentava agendar o exame no SUS. “Comecei a ter refluxo com oscilações na voz e dor para falar. Desde então, estou pedindo.” A oportunidade foi um alívio: “Graças a Deus não tenho nada, mas poderia ser uma doença grave”.

3 comentários:

ronaldo guedes disse...

meu irmao tem um tumor na garganta e vai ser operado
o medico nao disse se e maligno ou nao,mas qual a probabilidade de cura ?
ele ficara bom mesmo tendo que usar um aparelho no pescoço ?
obrigado deus lhe pague por esta informação

germanocwb disse...

Olá Ronaldo
Estou torcendo para que seu irmão se recupere totalmente, mas, infelizmente não tenho como responder suas perguntas.
Só um médico especialista poderá fazer isso.
Obrigado pela visita.
Abs
JG

cláudia vieira disse...

olá douctor, venho por este meio lhe fazer uma pergunta k é o seguinte, eu tenho o meu pai k a um mês lhe apareceu o pescoço inchado e duro,ele foi ao hospital e tirou analises de sangue da garganta, do estomâgo e outros, e o medico disse k não via nada de especial mas mandou tirar a biopssia, depois disso o medico diz k tem coisa má, e manda tirar o tac, e radiografia aos pulmões, porque não sabe onde está. e a pergunta è: é possivel fazer tantos exames e não dectetarem? o k acha o douctor referindo o k lhe contei, acha k pode ser outra coisa e eles não sabem , ou acha k é coisa má? por favor responda k esta situação esta me deixando mal, ja nem durmo bem ando sempre com dores de cabeça, ficarei muito grata pela sua atenção, fico a espera da sua resposta. claudia, 22 anos, madeira

Postar um comentário

Agradeço muito seu comentário, porém comentários ofensivos, ou em CAIXA ALTA, ou escritos em miguxês, ou ainda em internetês serão deletados.

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Walgreens Printable Coupons